Blog
Blog > Como funciona o lance embutido em consórcio

Como funciona o lance embutido em consórcio

Como funciona o lance embutido em consórcio

Você sabe o que é um lance embutido? Sabe como fazer para adiantar a sua contemplação do Consórcio Jockey e então adquirir o bem que sempre sonhou? Se você ainda tem dúvida sobre essa modalidade, chegou a hora de entender um pouco mais sobre essa transação que utiliza parte do crédito como oferta.

 

O consórcio está ganhando cada vez mais espaço no Brasil, principalmente o de carros e imóveis. E alguns dos principais motivos são as parcelas que cabem no orçamento e a não cobrança de juros, como acontece nos financiamentos bancários. No Consórcio Jockey é possível realizar essa transação.

 

Engana-se quem pensa que é preciso esperar muito tempo para ser sorteado e então receber a carta de crédito para comprar o bem. No consórcio, o participante também pode fazer uma oferta de lance para ser contemplado mais rapidamente.

 

 

 

O que é o lance embutido

Antes de explicar sobre o lance embutido, é preciso entender o que é o lance em geral para o Consórcio Jockey. Na verdade, essa é uma alternativa para receber o crédito sem esperar meses para ser sorteado. Dessa maneira, o participante pode oferecer um lance com o dinheiro que tem guardado.

 

O lance embutido é quando o consorciado usa para dar o lance um valor que não tem em mãos. E então, caso seja contemplado, o valor é descontado da carta de crédito contratada.

 

Por exemplo, se um participante contratou uma carta de crédito de 50 mil reais e resolve dar um lance embutido de 15 mil, caso ele seja ganhador deverá receber 35 mil reais para comprar o bem.

 

É possível que algumas administradoras tenham regras específicas sobre o lance embutido e a melhor forma de tirar todas as dúvidas é entrando em contato com o responsável.

 

 

 

Vale a pena dar um lance embutido?

Pode ser muito vantajoso dar um lance embutido em um consórcio, porém é preciso se atentar para alguns pontos importantes. São eles:

 

Valor máximo do lance

Existe um valor máximo que pode ser usado para dar o lance embutido. Normalmente, ele equivale a 30% da cota. Nesse caso, é importante que o consorciado se planeje para escolher a melhor época para fazer o lance e escolher um bem com valor um pouco abaixo do contratado.

 

Mudanças no pagamento

É importante saber que o valor do lance embutido será diluídos nas parcelas que ainda faltam. Sendo assim, o abatimento pode ocorrer de 3 formas: diminuição do valor geral de todas as próximas parcelas, quitação a partir do próximo pagamento, seguindo a ordem direta ou então quitação a partir do próximo pagamento, seguindo a ordem direta.

 

Diminuição do valor da carta de crédito

Antes de dar o lance embutido é preciso avaliar o bem que deseja adquirir para ter certeza que essa redução da carta de crédito não vai afetar a compra, fazendo com que compre um bem apenas por ser mais barato, mesmo que não atenda às necessidades do consorciado.

 

Usar recursos próprios para completar o lance

Nunca dê um lance utilizando toda a reserva financeira, pois é importante se precaver contra imprevistos. Além do pagamento mensal das parcelas, você também deverá arcar com outras despesas, como por exemplo, a regularização da documentação ou taxas de transferência.

 

Por isso é muito importante pensar bem antes de usar recursos próprios para completar o lance embutido, pois caso não consiga arcar com as parcelas, você pode perder o bem que adquiriu.

 

 

Qual-o-melhor-momento-para-dar-um-lance-embutido

 

 

Qual o melhor momento para dar um lance embutido?

Todos os meses ocorrem as assembleias que servem para revelar o sortudo daquele dia. Essas reuniões possuem datas previamente estabelecidas pelo Consórcio Jockey e todos aqueles que estiverem com as parcelas em dia podem dar um lance.

 

Porém, para fazer uma oferta de lance embutido é preciso entrar em contato com a administradora antes mesmo da assembleia, para informar o valor que deseja ofertar.

 

No dia da reunião a administradora revela todos os lances que foram dados e verifica quem foi o ganhador, geralmente, aquele que ofereceu o maior lance. Em caso de empate, o consorciado que tiver o número mais próximo da cota sorteada no mês leva a carta de crédito.

 

Caso o lance do participante não seja vencedor, ele não precisa pagar nada, apenas as parcelas como já vinha sendo feito.

 

Para escolher o momento certo de dar um lance embutido, procure fugir de datas em que as pessoas recebem décimo terceiro ou restituição de imposto de renda, pois muitos participantes podem ter a mesma ideia, o que diminui as chances de vencer.

 

 

 

Como usar o FGTS em consórcios de imóveis?

Muitas pessoas que optam pelo consórcio de imóveis, que também faz parte dos produtos do Consórcio Jockey, não imaginam as vantagens que ele proporciona. Além de não haver incidência de juros, como ocorre nos financiamentos, ainda é possível utilizar o FGTS para amortizar, liquidar e pagar parte das prestações de consórcios imobiliários com o saldo da conta vinculada.

 

Vamos te explicar como usar o saldo parado no Fundo de Garantia para pagamento de consórcios imobiliários.

 

Como lance

O consorciado pode usar 100% do valor do fundo de garantia para dar um lance. Para isso, basta mostrar para a administradora o extrato do FGTS e ela se encarregará de levar o processo adiante.

 

Para pagar parcelas

É possível utilizar até 80% do valor do fundo de garantia para pagar parcelas atrasadas (desde que não ultrapassem três) ou ainda para adiantar parcelas futuras.

 

Para complementar a carta de crédito

Caso o participante escolha um bem de maior valor, ele pode usar o fundo de garantia para complementar o valor da carta de crédito.

 

Como quitação do saldo

Para fazer isso o consorciado precisa ter sido contemplado e já comprado o bem. Então, se o montante do fundo de garantia for suficiente, ele pode quitar o saldo devedor e o imóvel não fica mais alienado à administradora.

 

Para ter direito a esse benefício, o trabalhador precisa estar atento a algumas regras. Para isso o elencamos as premissas para o uso do FGTS em consórcios de imóveis:

 

  • O imóvel deve estar localizado na mesma cidade em que o trabalhador exerça a sua profissão ou resida há mais de um ano;
  • O consorciado não pode ser proprietário, usufrutuário ou cessionário de algum imóvel no mesmo município de residência ou no mesmo local de seu trabalho, bem como não pode ser detentor de financiamento ativo do SFH (Sistema Financeiro da Habitação) em qualquer parte do território nacional, na data da aquisição do imóvel;
  • Tanto o imóvel quanto a cota de consórcio devem estar em nome do trabalhador titular da conta vinculada;
  • O consorciado precisa ter trabalhado, no mínimo, três anos sob o regime do FGTS (em uma única empresa ou em várias);
  • O imóvel deve ser residencial urbano e precisa ter sido adquirido com os recursos da carta de crédito do consórcio;
  • O valor avaliado para o imóvel, na data da aquisição, deve respeitar o limite estabelecido pelo SFH, atualmente estipulado em 500 mil reais.

 

O trabalhador que optar por usar o saldo do FGTS para realizar o pagamento do consórcio precisa estar ciente que o saque deve ser realizado de uma só vez, com limite de até 500 mil reais.

 

 

 

Outros tipos de lances permitidos pelo consórcio

Existem outras maneiras, além do lance embutido, de adiantar a contemplação do Consórcio Jockey e então ter acesso ao seu bem tão desejado.

 

Lance fixo

Nesse tipo de lance, chamado de fixo, a administradora predetermina uma quantia proporcional ao montante total da carta de crédito. Isso permite que o consorciado saiba o valor do lance a ser dado de forma antecipada. Agora caso mais de uma pessoa ofereça um lance fixo, deve ser realizado um sorteio entre elas.

 

Lance livre

Nos lances livres não há valores determinados antecipadamente. Sendo assim, o consorciado pode oferecer qualquer quantia em relação ao valor que precisa ser quitado e então recebe a contemplação quem dá o maior lance.

 

De modo geral podemos dizer que os lances livres e fixos são mais interessantes para quem possui uma reserva financeira disponível e pode utilizá-la para antecipar a contemplação. O lance embutido costuma ser uma boa opção para quem se interessou por um bem de valor reduzido se comparado ao que foi previsto no início do consórcio.

 

 

Como-saber-se-vale-a-pena-dar-um-lance

 

 

Como saber se vale a pena dar um lance?

No Consórcio Jockey, qualquer participante pode dar um lance para conseguir garantir a carta de crédito antes do previsto. Porém, para saber se vale ou não a pena propor um lance, é preciso focar muito mais na sua situação financeira do que em qualquer outro fator.

 

Em primeiro lugar é importante observar não só as ofertas em si, mas também o número de parcelas que ainda faltam e, obviamente, se você tem condições para lidar com todo esse custo. Depois, analise as condições que a administradora de consórcio oferece para cada tipo de lance (embutido, livre ou fixo).

 

O fato é que, independentemente do tipo de lance que deseja fazer, você deve ter um objetivo bem definido antes de decidir se é o momento ou não de fazê-lo.

 

Agora se a sua meta é conseguir logo a carta de crédito, porém você não pretende ou não tem condições de dar um lance alto, a melhor estratégia então pode ser entrar em um grupo de consórcio já existente, quando possível ou tentar um lance embutido.

 

Entrar para um grupo já existente também pode ser um bom plano porque, nos grupos novos, a tendência é que muitos dos consorciados já venham ansiosos para antecipar a contemplação, geralmente fazendo ofertas mais altas e com certa frequência, até alcançarem seu objetivo.

 

Por outro lado, em um consórcio em andamento, os ânimos costumam estar menos exaltados, amenizando a disputa e reduzindo o valor dos lances.

 

Se você ainda tem dúvida se o lance embutido vale a pena, nós podemos garantir que sim. Essa é a maneira de ficar mais próximo da conquista daquele tão sonhado bem.

 

Vale ressaltar que o lance embutido está previsto na Circular número 3.432 do Banco Central do Brasil (BCB), que é o órgão regulador e fiscalizador do Sistema de Consórcios. Essa é mais uma possibilidade para que o participante seja contemplado, e receba a carta de crédito, e consiga realizar seus planos sem depender apenas dos sorteios.

 

 

 

Por que escolher Consórcio Jockey

O Consórcio Jockey possui anos de tradição e atua no segmento de consórcio em todo território nacional. Comercializamos cotas de imóveis, pesados e veículos e contamos com uma equipe de profissionais altamente treinados e capacitados para atender nossos clientes com excelência.

 

Nesses 55 anos de atividades no cooperativismo, sempre atuamos com parceria e compromisso. Nosso objetivo é garantir segurança e satisfação aos consorciados, prestando serviços de qualidade.

 

Entre em contato com o Consórcio Jockey agora mesmo para fazer uma simulação e entender mais sobre como funciona o lance embutido http://consorciojockey.com.br